Revestimentos cimentícios: o queridinho da decoração

Está pensando em reformar e tem dúvidas sobre que revestimento utilizar? Para não errar na escolha, considere a textura de cimento, com visual atemporal, neutro e durável. Sem dúvidas o queridinho do mercado de revestimentos!

O cimento queimado sempre foi muito utilizado no piso pelos brasileiros, principalmente em casas do interior, já que é basicamente composto de cimento, areia, água e um bom profissional para executar o serviço. O que não se esperava era a grande ascensão do revestimento, que reapareceu de uma forma criativa decorando pisos, paredes e tetos, com o seu acabamento rústico, moderno e prático, conferindo aos ambientes contemporâneos um diferencial sofisticado, simples e elegante. Considerado tendência para interiores desde 2010, pelo visto não tem prazo para sair dos holofotes do mercado da arquitetura e decoração.

cimento-tradicional

fonte: Pinterest

projeto-diego-revollo

fonte: Pinterest | arquiteto: Diego Revollo

projeto-melina-romano

fonte: Pinterest

Tudo começou com fabricantes desenvolvendo uma argamassa pronta de cimento queimado, que logo ganhou as paredes, uma vez que aplicadas também no piso dão uma sensação de amplitude, sendo a parede uma continuação do piso. O efeito deu tão certo para as residências, cada vez menores, que o que era moda virou um estilo de decoração, com pegada industrial, vintage, retrô ou simplesmente contemporânea. A versatilidade do material é múltipla, já que o uso do revestimento proporciona uma textura bem urbana e neutra, o que possibilita diversas combinações com a decoração.

Diante de tamanho sucesso, não demorou muito para surgir versões mais tecnológicas do cimento queimado com nanotecnologia aplicada, conhecido como tecnocimento, que não produz trincas, já que a massa para piso executada in loco tende a trincar com a dilatação térmica, isso sem falar nas centenas de revestimentos desenvolvidos pela indústria nacional e internacional para aproveitar o sucesso do cimento queimado.

projeto-roberta-devisate_piso-e-parede

fonte: Pinterest

projeto-guilherme-torres

fonte: Arquiteto Guilherme Torres

revestimento-calatrava-palazzo-revestimentos

Fonte: Palazzo Revest.

Hoje podemos encontrar uma infinidade de materiais que utilizam a textura do revestimento impresso em seus produtos, como por exemplo textura de parede que imita o efeito de cimento, porcelanatos de diversos formatos, pisos em placas cimentícias atérmicas (não esquenta o pé) para áreas externas, pisos vinílicos em placas, mdf para mobiliário com textura de cimento queimado, pedras em composto de quartzo com tonalidade de cimento, papel de parede, placas cimentícias em 3d com volumetria de alto e baixo relevo, dentre outros. Por falar nisso, as placas em 3d foram as estrelas da Expo Revestir 2016, feira do mercado de revestimentos realizada em São Paulo, indicando uma forte tendência do revestimento para este ano.

A moda do cimento queimado pelo visto veio para ficar e já está incorporada ao estilo contemporâneo de morar do brasileiro, cada dia mais urbano e mais prático. E para você não ficar de fora dessa tendência, as possibilidades de usar o cimento queimado ou a textura do cimento são infinitas, o que permite ter uma grande gama de cores, texturas e principalmente o preço.

APURO1

Fonte: fpr Studio

projeto-studio-roca

fonte: Studio Ro+Ca

Enviar comentário